Eu “Bem te vi”

O som que me agradava os ouvidos, era de um filhote de Bem-te-vi. Na procura pela sua mãezinha meu cão caçador o abocanhou. Só soltou com meu grito e o último suspiro foi nas minhas mãos. Essa espécie, também conhecida pelos índios como triste-vida. Pensei, como a minha. Não me queixava, mas a monotonia dos dias me […]

Leia mais Eu “Bem te vi”

Destruída pela luxúria

“Finjo, de batom nem sempre do mesmo tom, que está tudo bem, que sei andar de salto. Não caio e nem tropeço. Mas espero que até ao fim do dia, eu tenha pelo menos, um abraço. Porque quando a madrugada surge, vem junto com o silêncio do meu corpo. E quando todos pensam que minha […]

Leia mais Destruída pela luxúria

Entre amores

Dias de dissabores, eu me protegia entre os lençóis tão sozinha dos meus amores. Nem ele, nem outros, nem tantos poderiam saber o que eu trazia no peito e gritava entre aquelas paredes. Eu tinha tantos e ao mesmo tempo, nenhum. Por que na hora mais escura, no dia mais calmo, nenhum calor humano me […]

Leia mais Entre amores
Destaque

A janela da mansão

Vanessa não tinha desapegos. Aos 18 anos já controlava sua fortuna e seus desejos. As janelas proeminentes do seu quarto facilitavam ao João, o caseiro, presenciar suas obscenidades. Não fosse um homem cheio de histórias para contar, ficaria mais chocado que excitado com Vanessa. Deliciava-se quando ela convidava a amiga morena de seios fartos para […]

Leia mais A janela da mansão
Destaque

Meu cardigã transparente

Ainda podia sentir o gosto do seu sêmen quando, um tanto desajeitado e eu desavisada descobri que toda nossa história não teria fim. E se resumia em mentiras. Cobri a nudez do meu corpo com um cardigã transparente, como pensei que era nossa relação. Discreta, mas transparente. Teu egocentrismo e a maneira de ver a […]

Leia mais Meu cardigã transparente
Destaque

Teoria dissoluta e absoluta

A vida é bem simples, não há necessidade de grandes amores para sobreviver. É PRECISO de SEXO. Mas não pode ser de qualquer um, nem de qualquer jeito e muito menos a qualquer hora. Tenho tantos amigos que nem preciso de parentes para importunar. Preciso de paz. E para isso a solidão é muito bem-vinda. […]

Leia mais Teoria dissoluta e absoluta