Destruída pela luxúria

“Finjo, de batom nem sempre do mesmo tom, que está tudo bem, que sei andar de salto. Não caio e nem tropeço. Mas espero que até ao fim do dia, eu tenha pelo menos, um abraço. Porque quando a madrugada surge, vem junto com o silêncio do meu corpo. E quando todos pensam que minha […]

Leia mais Destruída pela luxúria

Entre amores

Dias de dissabores, eu me protegia entre os lençóis tão sozinha dos meus amores. Nem ele, nem outros, nem tantos poderiam saber o que eu trazia no peito e gritava entre aquelas paredes. Eu tinha tantos e ao mesmo tempo, nenhum. Por que na hora mais escura, no dia mais calmo, nenhum calor humano me […]

Leia mais Entre amores
Destaque

A janela da mansão

Vanessa não tinha desapegos. Aos 18 anos já controlava sua fortuna e seus desejos. As janelas proeminentes do seu quarto facilitavam ao João, o caseiro, presenciar suas obscenidades. Não fosse um homem cheio de histórias para contar, ficaria mais chocado que excitado com Vanessa. Deliciava-se quando ela convidava a amiga morena de seios fartos para […]

Leia mais A janela da mansão

Das minhas mentiras tudo é verdade.

” OU SERIA, DAS MINHAS VERDADES TUDO É MENTIRA…” Cantarolei a canção que contava nossa história. Cravei seu nome no meu tornozelo. Mas nada sangrou mais que a dignidade. Naquele círculo vicioso onde vidas entrelaçavam-se, descobri que eu tinha ligação com toda a “gente”. Diretamente ou não, meu nome fazia parte do enredo. Sem poder […]

Leia mais Das minhas mentiras tudo é verdade.

Confessionário da Luxúria

Missa de domingo. Tão cedo que para mim era madrugada. Meus pais arrastavam-me até a igreja. Sentavam na primeira fileira enquanto eu me escondia na última. Ficava imaginando se tinham ideia do que eu me tornei e pretendiam me acalmar com preces repetidas e entediantes. Quando achei que ia ouvir o padre conduzir palavras num […]

Leia mais Confessionário da Luxúria
Destaque

Meu cardigã transparente

Ainda podia sentir o gosto do seu sêmen quando, um tanto desajeitado e eu desavisada descobri que toda nossa história não teria fim. E se resumia em mentiras. Cobri a nudez do meu corpo com um cardigã transparente, como pensei que era nossa relação. Discreta, mas transparente. Teu egocentrismo e a maneira de ver a […]

Leia mais Meu cardigã transparente

Musa Vintage

“Uma musa, ao mesmo tempo que desperta admiração e desejo, provoca a ira pela inveja e desprezo”. Provocar, instigar… Pervertida só pelo fato de existir. Tenho nome simples, comum, daqueles que anda na boca de quase todo mundo. “Ave Maria cheia de graça… Maria, mãe de Deus…” Nem sei mais, porque não rezo. Cantarolo meus […]

Leia mais Musa Vintage

Na sua cama nunca mais

É uma estória, sem controvérsias. Mas há muito mais do que controvérsias. É uma história. Maria sentou-se no fundo do ônibus. De nome forte, carregava a mesma simplicidade de alma e força na vontade que tinha de viver. Não há loucura no prazer, dizia. A loucura é não sentir prazeres. Não se importava com os […]

Leia mais Na sua cama nunca mais

Menina má

Maria não nasceu propriamente num berço de ouro, mas cresceu com exuberância nos quadris. Quando ainda dormia de calcinha arrumou um namoradinho robusto, não se perdia nos músculos porque sua genética era grande. Desagradou a família. Mas era o amor da sua vida. O tempo foi passando e a vaidade e necessidade de conforto aumentando. A […]

Leia mais Menina má