Destruída pela luxúria

“Finjo, de batom nem sempre do mesmo tom, que está tudo bem, que sei andar de salto. Não caio e nem tropeço. Mas espero que até ao fim do dia, eu tenha pelo menos, um abraço. Porque quando a madrugada surge, vem junto com o silêncio do meu corpo. E quando todos pensam que minha […]

Leia mais Destruída pela luxúria

Riscos e Rabiscos

De repente foi ficando cada vez mais fácil aceitar. Todo e qualquer pesadelo que viesse do seu lençol. Lembrei o que eu fazia enquanto me despia. Sem erros. Sem medidas. Só uma penumbra. Cobria retorcidamente nossos corpos. Ele rabiscou meus olhos num pedaço de papel, sem a mesma intensidade do mar. Escondido do lado esquerdo […]

Leia mais Riscos e Rabiscos

Entre amores

Dias de dissabores, eu me protegia entre os lençóis tão sozinha dos meus amores. Nem ele, nem outros, nem tantos poderiam saber o que eu trazia no peito e gritava entre aquelas paredes. Eu tinha tantos e ao mesmo tempo, nenhum. Por que na hora mais escura, no dia mais calmo, nenhum calor humano me […]

Leia mais Entre amores

Confessionário da Luxúria

Missa de domingo. Tão cedo que para mim era madrugada. Meus pais arrastavam-me até a igreja. Sentavam na primeira fileira enquanto eu me escondia na última. Ficava imaginando se tinham ideia do que eu me tornei e pretendiam me acalmar com preces repetidas e entediantes. Quando achei que ia ouvir o padre conduzir palavras num […]

Leia mais Confessionário da Luxúria
Destaque

Teu gosto no meu rosto

Me abrace contra seu gozo E me tenha extravagante Cheia de risos, imensa de dor Bruta de amor. Meus olhos também nos seus Meus lábios contra os seus… Entre meus seios o seu membro Imponente Rebentando de prazer. E o deleite agradável Seu perfume voluptuoso Entrega-me seu líquido Quente, revigorante! Lava-me a boca Com seu […]

Leia mais Teu gosto no meu rosto

SOB a máscara do EGOCENTRISMO

“ENTRE O PRINCÍPIO DO PRAZER E DA REALIDADE” Jamais conheci uma mulher como Arícia, preparada para o acaso, sabia como e quando provocar. Aquela beleza atrevida, de traços marcantes, os olhos acompanhavam o tamanho da boca, grandes e pecaminosos. De inteligência arrogante e ainda assim conseguia ter bondade mesmo quando era traiçoeira. Casou-se apaixonada.  Um […]

Leia mais SOB a máscara do EGOCENTRISMO

Proibido para menores

DESENHO ERÓTICO DO HÚNGARO ZICHY MIHÁLY Me perdi entre suas pernas. Roçando, amando, explorando com a saliva. Suas mãos imensas castigavam meu pudor, Com dor. Rasgando minhas entranhas na sua sede de possuir-me. Consumiu-me mais que eu queria e menos que você podia. Escondi seu membro comprimindo entre minhas paredes. Sem saber como terminaria a […]

Leia mais Proibido para menores